Vitrine

Como descobrir e baixar tudo que o Google sabe sobre você na Internet



Google recolhe informações sobre seus usuários e usa esses dados para oferecer publicidades mais assertivas. O gigante de buscas está por todos os lados: no seu e-mail, com o Gmail; nos vídeos que você assiste, com o YouTube; no bate-papo, com o Hangouts; no armazenamento na nuvem e até na palma da mão, com o Android. O usuário tem alguma dúvida? O Google responde. E até para entrar no buscador, o navegador pode ser o Chrome, também da empresa.

A Google se vale do acesso à tantas áreas e usa as movimentações do usuário para lucrar, já que a maioria de seus serviços são gratuitos. Há quem se incomode com a prática, afinal, são os dados pessoais sendo usados sem que se tenha muito controle sobre. No entanto, é possível ter acesso a todos esses registros.

Passo 1. Copie e cole este link na barra de endereço do Google Chrome:
e aperte “enter” para abrir a seguinte janela:


Passo 2. A janela exibe todos os serviços do Google que guardam informações suas: Google +, Google AgendaGoogle Drive, Gmail, Google PhotosGoogle Maps e até o Hangouts, além de outros. Assim, selecione aqueles que você deseja saber dos registros clicando no botão verde com símbolo de check;


Passo 3. Em seguida, clique em “próxima”;


Passo 4. Agora é hora de escolher como o arquivo será. É possível escolher o tipo entre os formatos .zip, .tgz e .tbz; o tamanho máximo do arquivo, com até 50 GB e o modo de exibição, que pode ser enviado para o gmail, Google Drive, Dropbox e Onedrive. Selecione o que quiser e clique em “criar arquivo”;


Passo 5. A próxima tela explica que o arquivo está sendo criado e quando terminar, uma mensagem será enviada para o seu email. Esse processo pode demorar um pouco;


Passo 6. Quando a mensagem chegar, você irá ver que ele é enviado em partes. Para tê-los contigo, basta clicar nos botões que sinalizam as partes;


Passo 7. Mas antes, você vai precisar também usar sua senha do Google. Assim que colocar, o download irá começar;

Agora os arquivos estão salvos em seu computador e você pode ter acesso a tudo que a Google registrou sobre você. Como o arquivo é extenso, use Ctrl + F para encontrar o que você deseja.
Comente e compartilhe este artigo!

⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST

⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography®
⬛◼◾▪ CONTATO ▪

MindMap - 6 Ferramentas


MindMap é o nome dado a um tipo de diagrama, sistematizado pelo psicólogo inglês Tony Buzan, voltado para:

  • Gestão de Informações;
  • Conhecimento e Capital Intelectual;
  • Compreensão e solução de problemas;
  • Memorização e Aprendizado;
  • Criação de Manuais, Livros e Palestras;
  • Ferramenta de Brainstorming e
  • Auxílio da gestão estratégica.


Os MindMaps procuram representar, com o máximo de detalhes possíveis, o relacionamento conceitual existente entre informações que normalmente estão fragmentadas, difusas e pulverizadas no ambiente operacional ou corporativo.

Os MindMaps são uma ferramenta que servem para ilustrar ideias e conceitos, dar-lhes forma e contexto, traçar os relacionamentos de causa, efeito, simetria e|ou similaridade, tornando-as mais palatáveis e mensuráveis, sobre os quais se possa planejar ações e estratégias para alcançar objetivos específicos.

Os desenhos feitos num MindMap partem de um único centro, a partir do qual são irradiadas as informações relacionadas. Podem ser elaborados por meio de canetas coloridas sobre folhas de papel ou um programa de computador dedicado. Pode ser aplicado a qualquer tarefa, atividade, profissional, ou lazer, de modo individual ou em grupo para planejar qualquer tipo de evento. Trata-se de um método para planejamento e registro gráfico cada vez mais usado em todas as áreas de conhecimento humano.

Os MindMaps também são úteis para registrar, de forma inteligente, revisões rápidas de assuntos em forma de resumos, sintetizando o entendimento das matérias abrangidas.

Buzan sugere as seguintes diretrizes para a criação de mapas mentais:
- Iniciar no centro com uma imagem do assunto, usando pelo menos três cores.- Use imagens, símbolos, códigos e dimensões em todo o seu mapa mental.- Selecione as palavras-chave e as escreva usando letras minúsculas ou maiúsculas.- Coloque cada palavra/imagem sozinha e em sua própria linha.- As linhas devem estar conectadas a partir da imagem central. As linhas centrais são mais grossas, orgânicas e afinam-se à medida que irradiam para fora do centro.- Faça as linhas do mesmo comprimento que a palavra/imagem que suportam.- Use várias cores em todo o mapa mental, para a estimulação visual e também para codificar ou agrupar.- Desenvolva seu próprio estilo pessoal de mapeamento da mente.- Use ênfases e mostre associações no seu mapa mental.- Mantenha o mapa mental claro, usando hierarquia radial, ordem numérica ou contornos para agrupar ramos.


Esta lista é em si mais concisa do que a versão em prosa da mesma informação e o mapa mental destas orientações tem em si a intenção de ser mais memorável e mais rápido para entender do que qualquer um na prosa ou lista.

Ferramentas de MindMap

1. Coggle

Coggle é um MindMap online que pode ser usado no Chrome. Vem em três sabores: "Gratuitos", "Incrível" e "Organização". Experimente. Tem muitas funcionalidade e permite MindMaps em cores diferentes!

2. Imindq

Se quiser pagar por um software de MindMap, deve ir para o Imindq. É incrível. Tem várias possibilidades, tem uma versão Trial se quiser experimentar por um tempo.

3. FreeMind

Se não quiser pagar, o FreeMind é uma boa opção para trabalhar offline. É de código aberto e, embora não seja tão bonito e nem tão versátil como os outros, fará o trabalho - especialmente quando estiver apenas começando.

4. MindMapple

MindMapple é uma ótima opção, especialmente para os pensadores visuais, pois também permite usar cliparts e outras coisas visuais desse tipo. Outro grande aspecto é que pode ser compartilhado na nuvem do Google Drive. Também funciona em Macs, o que não ocorre em todos os que eu mencionei até agora, então isso certamente é um bônus!

5. Text2mindmap

Text2mindmap é para aquelas pessoas que desejam mover-se mais rápido como balas. Você apenas escreve seus pensamentos e o aplicativo faz o resto. Basta clicar na aba se quiser avançar para um novo sub-nó. Ótimo quando está tentando fazer um brainstorm para um projeto.

6. Sketchboard

Ok, o Sketchboard é mais um quadro de esboço do que um MindMap, mas ainda pode ser usado como um, dando-lhe um pouco mais de flexibilidade. E também permite que tire fotos bonitas, o que é definitivamente um bônus se isso é o que você gosta de fazer. Os Mindmaps são incríveis, mas eles são ainda mais agradáveis ​​se você tiver fotos bonitas para acompanhá-los. E isso faz do Sketchboard um dos melhores sites para esse tipo de coisa.
Comente e compartilhe este artigo!

⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST

⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography®
⬛◼◾▪ CONTATO ▪

Ruben Orozco Loza - Escultor Hiperrealista


rubenescultor@gmail.com

Rubén Orozco Loza começou no mundo das artes visuais em uma idade precoce. Aos 15 anos pintou um mural em sua escola na aula de arte.



Estudou Artes Visuais com uma escultora da Universidade de Guadalajara. Trabalhou na oficina de Celestino Cruzale onde produziu várias obras que foram posteriormente fundidas em prata, ouro e bronze.


A escultora Dolores Ortiz o convidou a participar como assistente escultor em vários simpósios da Universidade de Guadalajara. Junto com Clara Inés fundou um estúdio de escultura.



Recebeu várias comissões de Celestino Cruzale, indivíduos, religiosa, da Universidade de Guadalajara, municípios e governo do estado de Jalisco.


Comente e compartilhe este artigo!

⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST

⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography®
⬛◼◾▪ CONTATO ▪
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...